Auxilio Emergencial:  Quem tem direito e cuidado com FAKE NEWS
Compartilhe

Clica no sininho a esquerda para receber notificações sempre que sair uma matéria nova! Compartilhe, assim ajudará nosso trabalho.

Falaremos sobre novos golpes usando o auxílio emergencial e temos algumas informações importantes para tirar dúvidas sobre o auxílio.

Na última quinta-feira (26) o presidente Jair Bolsonaro anunciou em sua Live semanal que o governo vai liberar um auxílio emergencial no valor de R$ 600,00 para trabalhadores informais e autônomos.

Após o anuncio do auxílio de R$ 200,00 ciber criminosos utilizando do momento de fragilidade e desespero de muitos pais e mães de família, aproveitaram para propagarem links falsos para captura de informações das vítimas utilizando-se de Fake News. Agora mudaram o valor do auxílio para o novo valor aprovado pela Câmara dos Deputados que é de R$ 600,00. Eles enviam os links em grupos de WhatsApp com mensagens de cadastramento para o recebimento do auxílio emergencial. Confira:

O auxílio emergencial foi aprovado na última quinta-feira (27) pela Câmara dos Deputados no valor apresentado pelo presidente de R$ 600,00 em razão da pandemia do Covid-19, já a mulher que for mãe e chefe de família poderá receber R$ 1.200,00.

Os senadores devem votar, na segunda-feira (30), às 16h, projeto que estabelece o pagamento de um auxílio emergencial no valor de R$ 600, por três meses, a pessoas de baixa renda (PL 9.236/2017 na Câmara). A medida, que ainda não chegou ao Senado, será deliberada por meio de sessão remota. Também na segunda-feira, às 10h, vai haver uma reunião de líderes da Casa. 

O presidente da Casa, Davi Alcolumbre, confirmou, pelo Twitter, a votação do projeto:

Então tome cuidado, pois o governo ainda não divulgou calendário nem como será feito o cadastramento e os meios que serão utilizados para pagamentos do auxílio emergencial, sempre busque informações nas redes sociais oficiais do governo federal ou sites dos órgãos governamentais para evitar cair em golpes mascarados por fake news. Ainda não tem nada oficial como fazer para receber.

Quem tem direito ao auxílio emergencial:

O governo vai pagar o benefício para todo mundo?

É preciso seguir algumas regras:

  • Ser maior de 18 anos;
  • Não ter emprego formal (ou seja, com carteira de trabalho assinada);
  • Não receber nenhum outro benefício previdenciário ou assistencial (aposentadoria ou pensão, por exemplo), nem ser beneficiário do seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal.
  • A exceção é o Bolsa Família. Quem está no programa pode receber o auxílio emergencial também, limitado a duas pessoas na família.
  • A renda mensal por pessoa tem de ser de até meio salário mínimos (R$ 522,50) ou a renda familiar mensal total não pode ser superior a três salários mínimos  (R$ 3.135).
  • A renda total do ano de 2018 não pode ser superior a R$ 28.559,70.

Além dessas regras, também é preciso:

  • Exercer atividade na condição de Microempreendedor Individual (MEI) ou ser contribuinte individual do Regime Geral de Previdência Social do INSS.
  • Ser trabalhador informal, de qualquer natureza, inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal até 20 de março de 2020.

Por quanto tempo o governo vai pagar o benefício?

Os valores serão pagos durante três meses, podendo ser prorrogados enquanto durar a calamidade pública devido à pandemia de covid-19.

Recebo o Bolsa Família. Posso receber os dois benefícios?

Para quem recebe o Bolsa Família, o texto permite que o beneficiário substitua temporariamente o programa pelo auxílio emergencial, se o último for mais vantajoso.

Deixe seu comentário

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
Open chat