Skip to content

Carros de funerárias fazem fila para retirar corpos de hospital

AJUDE COMPARTILHANDO

Com cinco pacientes mortos por covid-19 em poucas horas, carros funerários tiveram um sábado intenso no Hospital Dr. Alceu Melgaço Filho, em Barra de São Francisco, no noroeste do Espírito Santo.

As fotos tiradas por uma pessoa que estava no hospital mostram uma fileira de veículos funerários esperando para pegar os corpos e seguir para os enterros. Segundo funcionários da unidade, há sete dias todos os leitos de UTI estão ocupados. Três pessoas morreram ontem à tarde e outras duas, na madrugada.

O dono da funerária mais antiga da cidade disse que nunca havia visto uma cena como aquela. Hélio Rodrigues, 63, disse que está assustado com toda a situação na pandemia.

“Em 48 anos, nunca vi isso. A maioria das pessoas que está morrendo não é da cidade, veio de fora. A gente está assustada com tudo isso. Ninguém esperava uma situação dessas. Tá difícil até pra quem toma todos os cuidados”

corpo - Reprodução - Reprodução
Corpo de paciente em maca no Hospital Dr. Alceu Melgaço Filho, em Barra de São FranciscoImagem: Reprodução

Quem trabalha próximo ao hospital diz ver a cena se repetir todos os dias. “Eu tenho um mercado em frente ao hospital e a gente vê direto os carros esperando os corpos aqui. Tem dia que é pior, igual ontem. Tá tudo mundo assustado”, contou a comerciante Ana Cristina Vilela.

Em todo o estado, até ontem, 65 pessoas aguardavam leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e enfermaria, todas vítimas da doença causada pelo coronavírus. Elas estão internadas até o momento em UPAs (Unidades de Pronto Atendimento).

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, a taxa de ocupação de terapia intensiva chegou a 92,39% de ocupação e 81,90% para leitos de enfermaria no estado. Na última sexta, o Espírito Santo chegou à marca de 96,11% de ocupação nas UTIs, o maior número desde o início da pandemia.

O Espírito Santo já tem 372.665 mil casos confirmados de pessoas infectadas com o novo coronavírus e 7.249 mortes. Vila Velha, na região metropolitana, é o município que lidera o ranking, com 46.844 mil doentes da covid-19 e 928 óbitos.

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.