Crise no Amazonas faz crescer movimento de pedido de impeachment contra Bolsonaro nas redes sociais
Compartilhe

Após crise no sistema de saúde do Amazonas, nesta sexta-feira (15), cresceu a cobrança em cima do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da saúde, Eduardo Pazuello. A #ImpeachmentBolsonaroUrgente vem crescendo sem precedentes nas redes sociais.

Igor da Silva Spindola, procurador da República do Amazonas, afirmou nesta quinta-feira que o Ministério da Saúde foi alertado há pelo menos quatro dias que faltaria oxigênio nos hospitais de Manaus.

O estado não se preparou. E como se não bastasse, a direção de Logística do Ministério da Saúde só se reuniu hoje (quinta-feira) para tratar disso após ser avisada há quatro dias“, disse o procurador que atua na área de saúde no estado.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou hoje que a situação do Amazonas em relação ao coronavírus está “terrível”, mas isentou o governo federal e declarou que “fez sua parte, com recursos, meios”.

O presidente também lembrou que as Forças Armadas estão mobilizadas na região para dar assistência ao sistema público de saúde, que se encontra em colapso e enfrenta problemas graves como falta vagas em UTI e insuficiência de cilindros de oxigênio. O equipamento é fundamental no tratamento de casos de covid-19.

A gente está sempre fazendo o que tem que fazer, né? Problema em Manaus: terrível o problema lá, agora nós fizemos a nossa parte, com recursos, meios”, declarou ele. “O ministro da Saúde [Eduardo Pazuello] esteve lá na segunda-feira, providenciou oxigênio, começou o tratamento precoce, que alguns criticam ainda.

Cresceu também o número de pessoas públicas e anônimas pedindo o impeachment do presidente, confira alguns:

Abrir converva
Olá!
Como posso ajudar?