Alcântara: Sistema municipal de saúde abandonado e em colapso
Compartilhe

Está matéria requer um pouco mais de sua atenção para a riqueza de detalhes dos fatos aqui a serem narrados, pois a multiplicidade de informações é colossal. Aqui vamos retratar o histórico do descaso com a coisa pública, que serve como espelho para muitos municípios, pois é a retratação de como vive a maioria da população brasileira.

A história da precariedade do sistema município de saúde de Alcântara não é algum recente, mas é na atualidade que nos deparamos com seu pior cenário. Sem um hospital e com unidades básicas de saúde em estado precário, falta de insumos, EPIs para profissionais e itens básicos para desempenho das atividades diárias são problemas que agravam a crise estabelecida pela COVID-19.

Alcântara hoje indispõe de um hospital e se enquadra entre os poucos município do estado a ser retentor desse titulo maldito, com o avanço da pandemia da COVID-19 no município, a prefeitura teve a ideia de instalação de tendas para receber pacientes suspeitos de serem portadores da COVID-19, mas a falta de planejamento colocou em risco pacientes e funcionários, que se desdobram para fazer atendimento em um local inapropriado. Confira:

Infelizmente hoje hospital municipal de Alcântara Dr. Neto Guterres ainda encontra-se em uma reforma infinita que tinha previsão para 6 meses e está orçada em R$ 1.829.019,24 mais de um ano que o contrato foi assinado e homologado no Diário Oficial do Estado, a obra continua inacabada gerando transtornos à população, que conta com a Unidade Básica de Saúde do Mangueiral como centro de triagem e não apresenta infraestrutura adequada para os profissionais e para a população a ser atendida.

Extrato de contrato do DOE

Os pacientes hoje são internados na escola Escola John Kennedy onde não contam com quaisquer condições para atendimento de pacientes acometidos pela COVID-19, é um espaço insalubre tanto para os pacientes quanto para os profissionais, o que os coloca em risco.

Outras denúncias que recebemos diz respeito ao baixo quadro de funcionários atuando no combate na pandemia no hospital de campanha que fica na Escola John Kennedy, hoje conta apenas com duas técnicas em enfermagem que revezam entre si, estão atuando com jornada de trabalho sobrecarregada.

Foi relatado ainda que a cidade hoje não tem aparelho de raio x, aparelho para realização de tomografia e respiradores mecânicos para auxiliar em casos de pacientes graves da COVID-19, já os EPIs disponibilizados foram por medida judicial que obrigou a prefeitura a comprar, segundo alguns colaboradores o matéria é de péssima qualidade, a situação é de calamidade por conta da falta de planejamento e compromisso com a coisa pública.

O atraso na obra restauração do hospital municipal que até o determinado a população não dispõe de respostas por falta de transparência na gestão do prefeito Anderson Wilker de Abreu Araujo (PCdoB) continua sem data para terminar, pois o prazo já venceu outubro de 2019.

Dinheiro para ter uma saúde de qualidade o município recebe todos os meses, além de contar com emenda parlamentar, em nossas pesquisas chegamos a cifras milionárias recebidas pela prefeitura de Alcântara, entre o mês de março até o dia 11 de maio entraram nos cofres do município o montante de R$ 5.141.088,62. Confira o anexo:

A Lei Orçamentária Anual – LOA exercício 2020 prever gastos da prefeitura municipal de Alcântara de R$ 72.347.365,00. É muito dinheiro para administrar dentro de um ano, desse valor a previsão para ser utilizado na saúde são de R$ 9.956.649,22, ou seja quase R$ 10 mi, já estamos chagando perto da metade do ano à população não viu onde vem sendo empregado o dinheiro que chega aos cofres do município. Confira a LOA 2020:

LOA-SANCIONADA-2020

O prefeito ainda contou com emenda parlamentar na ordem de R$ 50.000,00 enviada pelo deputado federal Eduardo Braide no final de março. Confira:

O governo federal através do Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus vai destinar ao município o valor de R$ 1.935.158,39, esperamos que esse dinheiro que vem para auxiliar no combater à COVID-19 e para livre iniciativa, onde o gestor pode escolher o que vai fazer com a maior parte do dinheiro.

O Sinsepma – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Alcântara/MA vive em constante atrito com o executivo local em busca de melhores condições de trabalho dos funcionários, onde já fizeram muitas reivindicações, mas conseguiram lograr pouco êxito junto ao executivo municipal, o sindicato já soltou até nota de repúdio. Confira:

NOTA-DE-REPÚDIO

Por ultimo tivemos acesso a um Boletim de Ocorrência onde uma funcionária narra esquema que funciona dentro da saúde onde a administração escolhe quais pessoas vão fazer o teste da COVID-19, pois a mesma já havia solicitado realização do exame, mas foi-lhe negado com alegação de que tinham terminado os exames. Confira no BO:

Breve estaremos apresentando mais denúncias sobre Alcântara.

Sugestões e denúncias só chamar no WhatsApp.

Deixe seu comentário

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
Open chat