Mais de 80 mil servidores públicos receberam auxílio emergencial indevidamente no Maranhão
Compartilhe

prejuízo supera R$ 60 milhões

Enquanto muitas pessoas amargaram na tristeza em tentativas frustradas em conseguir o auxilio emergencial, milhares de servidores públicos no Maranhão conseguiram o beneficio sem nenhuma dificuldade, aponta levantamento da CGU e TCE-MA.

Um levantamento aponta que o Maranhão é o estado em que mais servidores públicos receberam de forma indevida o auxílio emergencial do Governo Federal nesse período de pandemia. O prejuízo chega a mais de 60 milhões de reais aos cofres públicos.

São cerca de 84 mil os servidores públicos estaduais e municipais do Maranhão que receberam de forma indevida o auxílio de R$ 600 reais. Para chegar a esses números, tanto a Controladoria Geral da União (CGU) quanto o Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA) fizeram um cruzamento de informações, como folhas de pagamentos do estado e de prefeituras.

Uma ferramenta está sendo desenvolvida para disponibilizar os casos para os respectivos gestores. O secretário de fiscalização do TCE-MA, Fábio de Melo, explica que cada caso precisa ser avaliado.

O governo federal já abriu canal para devolução dos recursos recebidos indevidamente, confira clicando aqui.