Palmeirândia: A morte do esporte completará 8 anos
Compartilhe

Em todas as cidades Brasil a fora os campos de futebol, quadras esportivas e áreas para praticas de esportes a céu aberto tem objetivos entretenimento, desenvolvimento econômico, social e cultural. Palmeirândia esses espaços servem para abrigar animais, despejo irregular de lixo, consume de drogas e outras práticas ilícitas.

O esporte é uma porta de escape para muitos jovens que buscam seguir um caminho digno e afastar-se das drogas e todas as mazelas que veem com elas. Através do esporte crianças e jovens podem ser moldados com disciplina e companheirismo a serem bons cidadãos.

Em contra mão ao bem estar físico, social e econômico do povo que o esporte exerce na sociedade, o Clã Garcia, que administra o município de Palmeirândia, liderados pelo trio de super cupins BJN Garcia, vem destruindo todas as estruturas para o desenvolvimento esportivo na cidade, por meio da omissão e em nome da ganancia.

Como podem constatar a quadra Doca Machado se encontra abandonada, totalmente deteriorada pela ação do tempo e vandalismo, ela já serviu até de palco para um crime bárbaro.

Já o estádio municipal de futebol intitulado de Garcião hoje serve de pastagem para o gado que anda solto no local com acesso facilitado por esta com muros danificados, além de ponto de consumo de drogas, lixão a céu aberto, e um paraíso de água parada para proliferação de mosquitos.

Desde a gestão anterior esses locais encontram-se assim, mas lembrando que a gestão anterior também é dos Garcias, resumindo, tempo para realizar os reparos tiveram, faltou a boa vontade em fazer isso.

Essas são apenas imagens de alguns monumentos públicos da sede, a zona rural encontra-se muito pior.

Galeria de imagens

Deixe seu comentário

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
Open chat