Vídeo: Flávio Dino tenta justificar mortes da COVID-19 no Maranhão imputando supernotificação das prefeituras
Compartilhe

O governador Flávio Dino (PC do B), que luta para baixar os números da COVID-19 no estado, vem tentando fazer isso de qualquer forma, na sua última coletiva passou a péssima imagem que o governo está manipulando as informações repassadas pelas prefeituras, além de fazer acusações veladas as mesmas.

Tudo isso com o intuito de passar uma imagem de bom gestor fora do estado, na esperança de alavancar seu nome na corrida presidencial de 2022, acabou jogando uma bomba nas costas dos prefeitos maranhenses com tal declaração.

Na última sexta-feira (26), o governador Flávio Dino (PC do B), em entrevista coletiva sobre novas ações de combate ao coronavírus, fez graves acusações sobre manipulação de dados das mortes pelo novo coronavírus no estado.

Na ocasião, o governador fez menção que as prefeituras podem está enviando dados falsos a Secretario de Estado da Saúde (SES), por isso o governo faz uma especie de triagem dos dados antes de publicar no boletim diário.

“Não se trata de insistência, mas sim de metodologias diferentes, nós colhemos os nossos dados daquilo que as prefeituras nos informam. Porém, é feito um processo de checagem, porque nós sabemos que há uma acusação política, em nível nacional, feita inclusive pelo presidente da República, de que haveria uma espécie de supernotificação, que os governos estaduais estariam inventando casos… Além disto, nós temos o fato de que o número de casos e de óbitos é relevante no arbitramento de recursos públicos. Então, nós temos de ter cuidado, porque os mesmos que hoje dizem que os boletins estão atrasados são os mesmos que diriam que nós estaríamos inventando casos para receber mais dinheiro, e que nós estaríamos fraudando e supernotificando”, tentou justificar Flávio Dino.

O governador não especificou se dá essa metodologia perfeccionista utilizada para validar os dados das prefeituras, é curioso como realmente é empregado essa metodologia para saber morreu de coronavírus sem exames de contraprova e somente analisando dados.