Vídeo: Policiais militares invadem casa errada em ação desastrosa no interior do Maranhão
Compartilhe

Recebemos no inicio da tarde desta sexta-feira (19), um vídeo que um cidadão gravou dentro da sua residencia, uma ação policial truculenta e desastrosa, o caso ocorreu na cidade de Icatu, distante a  109 km de São Luis.

Segundo Werbetson Silva Santos, 35 anos, proprietário da residencia, alvo da ação policial, cerca de 10 homens da Polícia Militar do Maranhão, invadiram sua residência por volta das 21:30h desta quinta-feira (18), armados de fuzis e pistolas e desferindo vários palavrões dentro da residência.

Segundo Werbetson, os policiais chegaram gritando “cadê o vagabundo? ele está aqui, ele mora aqui…“, durante ação um dos policiais teria ameaçado disparar contra o pé do proprietário do imóvel, o disparo não teria ocorrido por conta de sua filha ter lhe abraçado no momento.

Durante a ação policial, estavam na residencia Werbetson, sua esposa, os quatro filhos do casal, a sua mãe e seu pai, todos estavam assistindo televisão, quando os policiais chegaram.

Toda confusão teria ocorrido porque o irmão de Werbetson, Francinaldo Silva Santos, vulgo Cissi, teria furtado um carro de mão no domingo, e os policiais suspeitavam que Cissi estaria abrigado naquela residencia, mas segundo Werbetson o irmão estaria na casa ao lado, onde o suspeito mora junto a sua mãe.

Tudo indica que um erro no planejamento levou os policiais a cometerem esse terrível engano. Cissi, ao escutar a confusão dos policiais na casa ao lado, se evadiu do local, deixando a confusão na casa do irmão, que não tinha nada a ver com a história.

Represália Policial

Werbetson nos relatou seu medo da violência policial, ele teria feito muito esforço para retirar sua mãe do seu antigo endereço por conta das batidas policiais constantes na residencia da senhora, que é acometida com diabetes e problemas cardíacos, “eles não tinham dia nem horários para invadir a casa da minha mãe, sem ordem judicial nem nada, simplesmente iam chegando e invadindo“, disse Werbetson.

Está manhã eles já passaram várias vezes na porta da minha residencia de moto, coisa que não acontecia antes, sei que estão tentando me intimidar, fiz a coisa certa que é denunciar a ação truculenta e equivocada deles, é muita falta de preparo” afirmou.

Ele ainda comentou sobre o irmão, “ele é dependente químico, sei que apronta vezes apronta, gosta de mexer no alheio, mas ele não é uma pessoa violenta e não justifica eles terem invadido a minha casa, pois não compactuo com as praticas delituosas do meu irmão, não apoio essas coisas que ele faz“, completou Werbetson.