Diretora do Hospital de Peri Mirim pede exoneração após se recusar a perseguir funcionários e ser perseguida pelo Prefeito Heliezer Soares

|

Na última sexta-feira (26), o prefeito de Peri Mirim, Heliezer Soares (PCdoB), sofreu mais um grande abalo consequência da perseguição política implementada contra servidores e adversários políticos. Assim, esses outros levaram a diretora do Hospital Municipal São Sebastião, Solange de Fátima Rodrigues Soares pedissem demissão do cargo. Ela deixou uma nota sobre os motivos da sua decisão.

A ex-gestora deixou o governo sob às alegações que vinha sofrendo perseguições desde início da gestão por não perseguir servidores que não votaram no prefeito Heliezer Soares (PCdoB), em uma nota compartilhada nas redes sociais ela relata que foi cobrada pessoalmente pelo prefeito para que desse um tratamento desigual aos funcionários que não votam nele.

A saúde de Peri Mirim vem regredindo a cada dia e com o andar da carruagem serão mais 4 anos sombrios e sem resultados positivos, assim, apesar de ter excelentes profissionais atuando e se doando para melhor servir a população. A gestão de Heliezer Soares (PCdoB) além de adotar a linha da perseguição não vem dando condições para que profissionais da saúde possam desempenhar seus trabalhos de forma digna.

A decadência na administração municipal de Peri Mirim segue desenfreada e dando continuidade à desastrosa gestão do ex-prefeito Dr Geraldo Amorim, o atual prefeito Heliezer Soares (PCdoB), vem se destacando por uma administração de perseguição, falta de pagamento, saúde precária etc.

Os funcionários do Hospital fizeram uma linda homenagem na despedida da ex-diretora, confira:

Em breve traremos informações sobre alguns contratos suspeitos que já foram assinados por essa gestão.

Confira a nota publicada pela ex-diretora e ex aliada do prefeito Heliezer Soares, Solange Soares:

Eu, Solange Soares, ex-gestora do Hospital São Sebastião, venho por meio desta carta explicar os reais motivos da minha saída, para acabar com as especulações que nortearam e ainda norteiam o meu pedido de exoneração:

Motivo 1: desde Janeiro ao assumi a diretoria do referido hospital, VENHO SOFRENDO ACUSAÇÕES INFUNDADAS por parte de alguns apoiadores do atual gestor.

Motivo 2: devido às várias acusações caluniosas, venho afirmar que não cometi nenhum ato de agressão à integridade física da irmã do Prefeito, a sra Ivanilde Soares.

Motivo 3: no decorrer dos meses me vi cercada de pessoas vigiando o meu trabalho, vigiando na rua, indo atrás dos locais onde estava, daí, uma série de investidas contra a minha pessoa, foram feitas.
Sendo que sempre prezei por este cargo, ao qual realizei de maneira louvável de onde eu tirava do próprio salário para comprar mantimentos básicos para o Hospital: água, gás, comida quando faltavam e até medicamentos que não são oferecidos pela administração.

Motivo 5: Muitas vezes fui chamada atenção pelo próprio prefeito, pelo simples de fato de tratar TODOS POR IGUAL EM SEU DIREITOS E O MESMO ENTENDER QUE ERA “PASSAR A MÃO NA CABEÇA DOS CONTRAS.”
Estando à serviço de uma população, devemos nos doar como profissionais e todos merecem o melhor.

Por fim não há nenhuma fraude ou qualquer outro crime que queiram tentar justificar a minha decisão como alguns tentam levantar, cuidem de suas vidas e compreendam, devemos permanecer onde somos valorizados e eu bem sei meu valor, percebo à cada mensagem recebida desde que externei meus sentimentos.

Finalizo esta carta, com profunda tristeza, entrego meu cargo à disposição no Hospital, com pessoas incríveis, com as quais pude contar nos momentos de alegria, trabalho, dificuldades e superação.
Deixo meu MUITO OBRIGADA DE TODO MEU CORAÇÃO E SIGAM FIRMES, VOCÊS SÃO A MELHOR EQUIPE QUE QUALQUER GESTOR PODE TER!

Solange de Fátimas Rodrigues Soares…

Leia mais notícias em joerdsonrodrigues.com.br siga nossa página no Twitter, Facebook e no Instagram @joerdsonrodrigues. Envie fotos, denúncias e informações ao blog por meio do WhatsApp (98) 93300-0985.

Deixe seu comentário