Prefeito atrasa salário de funcionários e pretende deixar a conta para sucessor
Compartilhe

O prefeito de Palmeirândia Jorge Garcia (PP) às vésperas de sair do poder usa de mais uma artimanha na tentativa de minar a gestão do prefeito eleito Edilson Alvorada (repu). O prefeito não efetuou o pagamento dos funcionários e alega que por conta do bloqueio judicial deferido no TJ, que visa proteger os recursos destinados ao município, não executou os pagamentos.

A decisão bloqueou todos os recursos depositados nas contas bancárias do Município de Palmeirândia, A EXCEÇÃO DAS MOVIMENTAÇÕES FINANCEIRAS NECESSÁRIAS PARA SE MANTER O FUNCIONAMENTO DE SERVIÇOS PÚBLICOS ESSENCIAIS E PROMOVER A QUITAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO DA MUNICIPALIDADE, ENGLOBANDO OS SERVIDORES EFETIVOS E COMISSIONADOS.

Resumindo a justiça autorizou o pagamento de todos os funcionários, que concursados, que contratados, mas para isso o prefeito deverá apresentar folha de pagamento junto ao bando informando quem são os funcionários.

Com isso o prefeito só deveria informar ao banco a folha de pagamento dos funcionários municipais, o não enviou da relação visa culpar o novo prefeito eleito Edilson Alvorada de ter bloqueado as contas e impossibilitado o pagamento dos servidores na tentativa de jogar a opinião pública contra o prefeito eleito. Outras informações que circulam são que por medo de possíveis servidores fantasmas aparecerem essa altura poderia instigar investigações, uma vez que poderiam aparecer supersalários na folha de pagamento.

O prefeito eleito Edilson Alvorada recentemente deu uma entrevista ao radialista Paulinho Castro esclarecendo o caso e orientando os funcionários lesados a procurarem seus direitos, pois o prefeito está agindo de má fé com intenção de prejudicar a nova gestão.

Confira a entrevista:

Abrir converva
Olá!
Como posso ajudar?