Quem vai pagar a conta? Vereador de São Luís anuncia festa de aniversário de bairro que pode custar mais de R$ 1 milhão em ano eleitoral

|

Em um movimento que levanta questões sobre a ética e a transparência na política, o vereador Marquinhos, de São Luís, anunciou uma festa de aniversário para o bairro da Vila Luizão com atrações cujos cachês podem ultrapassar R$ 1 milhão de reais segundo dados abertos de transparência.

O anúncio, feito nas redes sociais do vereador nesta terça-feira (2), inclui cinco atrações de nível nacional: Klessinha, Mara Pavanelly, Saia Rodada, Vitor Fernandes e Iguinho e Lulinha. O evento marca o aniversário de 30 anos do bairro. Caso contratadas todas essas atrações o valor da festa somente com os cachês devem ultrapassar a cada de R$ 1 milhão como mostraremos abaixo.

No entanto, o vereador não forneceu informações sobre quem está patrocinando, organizando e executando o evento, mencionando apenas seu próprio nome como apoiador. Isso levanta questões sobre como ele já está usando de um evento de tamanha magnitude e em um dos bairros mais populosos da capital em ano eleitoral para se promover.

Os custos das atrações, conforme revelado por contratos com várias prefeituras, são os seguintes:

  • Klessinha: R$ 120 mil (Prefeitura de Pinheiro EXTRATO DO CONTRATO Nº 008/INEX/001/2024);
  • Iguinho e Lulinha: R$ 280 mil (Prefeitura Municipal de Pinheiro EXTRATO DO CONTRATO Nº 016/INEX/001/2024.);
  • Mara Pavanelly: R$ 100 mil (Prefeitura Municipal de Matões INEXIGIBILIDADE Nº. 006/2022);
  • Saia Rodada: R$ 360 mil (Prefeitura Municipal de Balsas RESENHA DO CONTRATO Nº 204/2023);
  • Vitor Fernandes: R$ 250 mil (Prefeitura Municipal de Penalva CONTRATO ADMINISTRATIVO N° 02/2024);
  • Total: R$ 1.110.000,00 (um milhão cento e dez mil reais).

O Ministério Público é esperado para adotar medidas para fiscalizar tais atos, a fim de evitar que esses eventos sejam usados para promoção de vereadores de mandatos em detrimento de outros candidatos que concorrerão ao pleito neste ano.

Ainda assim, a falta de transparência levanta questões sobre a ética na política e a necessidade de maior fiscalização e responsabilidade na gestão dos recursos públicos.

Leia mais notícias em joerdsonrodrigues.com.br siga nossa página no Twitter, Facebook e no Instagram @joerdsonrodrigues. Envie fotos, denúncias e informações ao blog por meio do WhatsApp (98) 93300-0985.

Deixe seu comentário