Maranhense, juiz do TJ do Pará desabafa que sofre preconceito por levar vida simples e “não se portar como magistrado”

|

Juiz do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, o maranhense André Alencar utilizou suas redes sociais, no domingo (17/10), para fazer um desabafo após ser criticado por “não se portar como juiz”. André diz ter ouvido o comentário depois de decidir ir à feira para tomar um caldo de galinha caipira.

O magistrado conta que também foi “julgado” por ter ido a um bar na noite de sábado (16). Ele, então, questiona o que seria ter “porte de juiz”. “Agora, só porque eu passei no concurso não posso comer na feira? Não posso ir em um lugar simples? Tenho que sempre andar arrumado, na pose, bancando o fino e elegante?”, disparou.

André ainda afirmou que é “uma pessoa simples, que veio de baixo”, e não se importa com “status”. O maranhense diz ter ouvido que não teria bom senso. “Adoro sair por aí de bermuda e chinelo, e isso não define quem eu sou”.

O magistrado também contou ter sido comparado a um estagiário: “Me falaram que sou juiz, mas com cabeça de estagiário, que eu não tenho bom senso”.

Leia mais notícias em joerdsonrodrigues.com.br siga nossa página no Twitter, Facebook e no Instagram @joerdsonrodrigues. Envie fotos, denúncias e informações ao blog por meio do WhatsApp (98) 93300-0985.

Deixe seu comentário