São Mateus recebeu mais de R$ 64 milhões para educação em 2023 e mesmo assim alunos foram flagrados estudando em barracão de palha

|

Ivo Rezende, prefeito de São Mateus do Maranhão e presidente da Famem

Em 2023, a gestão do prefeito Ivo Rezende (PSB) em São Mateus do Maranhão que também é presidente da Famem experimentou uma fase financeira próspera. Conforme relatórios do Tesouro Nacional, o município recebeu quase R$ 65 milhões através do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (FUNDEB).

Os dados detalhados mostram uma distribuição diversificada dos recursos do Fundeb, confira:

No total, o município recebeu R$ 64.641.822,00 (sessenta e quatro milhões seiscentos e quarenta e um mil oitocentos e vinte e dois reais) via Fundeb.

No entanto, a realidade educacional de São Mateus do Maranhão revela um cenário desafiador, apesar desses recursos. O município ainda enfrenta graves problemas estruturais no setor educacional, impactando negativamente alunos e toda a comunidade escolar. Um exemplo alarmante desta situação foi trazido à tona pelo vereador Cajú em novembro do ano passado, que denunciou condições precárias de uma escola na zona rural.

A escola, localizada no povoado Igarapé de Pedra, operava em um barracão improvisado, com alunos assistindo aulas sentados no chão. Essa realidade contrasta fortemente com os fundos recebidos e levanta questões sobre a eficácia da gestão desses recursos na melhoria da infraestrutura educacional.

Confira o vídeo publicado pelo vereador a época:

Este caso destaca a necessidade urgente de transparência e eficiência na aplicação dos recursos do Fundeb. Enquanto São Mateus do Maranhão celebra o influxo financeiro, é essencial que esses recursos se traduzam em melhorias tangíveis para o setor educacional, garantindo um ambiente de aprendizagem adequado e seguro para todos os alunos do município.

O vereador recebeu a queixa de um grupo de pais, que alega que a escola que está em reforma há quase um ano, sem previsão de conclusão. “Vai fazer um ano agora em janeiro de 2024, vai aniversariar a reforma inacabada dessa escola, isso é uma irresponsabilidade do prefeito Ivo que se diz gestor. (…) Será que ele queria que seu filho estudasse em um casebre de palha? Isso é uma falta de vergonha”, questionou o vereador Caju.

Os valores exibidos nessa matéria são exclusivos da educação, excluindo outros repasses recebidos pela gestão em 2023 como o FPM, elas serão pauta para uma próxima matéria.

Leia mais notícias em joerdsonrodrigues.com.br siga nossa página no Twitter, Facebook e no Instagram @joerdsonrodrigues. Envie fotos, denúncias e informações ao blog por meio do WhatsApp (98) 93300-0985.

Deixe seu comentário