Peri Mirim: O esquema, a descoberta e os pedidos de demissão da alta cúpula da saúde

|

A descoberta de um suposto esquema que desviava medicamento do hospital Municipal São Sebastião em Peri Mirim pode ter sido o principal motivo dos pedidos de exoneração da alta cúpula da saúde do município

Após grande repercussão dos pedidos de demissão da diretora do hospital de Peri Mirim, Solange Soares, da secretária municipal de saúde, Jucivane Ferreira e da irmã do prefeito Selma Serrão do cargo que ocupava na SEMUS, obtivemos novas informações sobre os reais motivos dos pedidos de exoneração das senhoras supracitadas acima.

Em uma análise branda das notas publicadas pela ex-diretora Solange e da ex-secretária Jucivane, segundo elas o principal motivo da saída do governo teria sido a má gestão, a falta de suporte para desempenho das atividades, falta de autonomia e perseguição. Porém novas informações que obtivemos dão conta que a real motivação para a saída repentina delas seria porque a torneira do dinheiro fechou.

A conversa mudou do dia para a noite. Muitos leitores do blog entraram em contato para relatar que nesse caso específico existiam muitas lacunas e que o pedido de demissão só foi feito depois da descoberta de um possível esquema que tinha por objetivo desviar medicamentos e verbas destinados ao hospital.

Nos foi relatado que na gestão da ex-diretora Solange Soares muitos bens foram furtados de dentro do hospital, de medicamentos até uma balança que era usada para pesagem de crianças. Sobre o passado, chegou informações que a senhora Solange é suspeita de participar de um esquema de desvios de medicamentos e matérias quando prestava serviço no hospital Pan Diamante., em São Luis.

Antes de toda essa confusão recebemos e vimos nas redes sociais inúmeras denúncias sobre a falta de medicamentos e itens básicos de consumo diário no hospital de Peri Mirim. Por tanto, do outro lado da história existem possíveis indícios de um possível crime contra o povo que poderia ter levado muitos perimienses à morte por falta de medicamentos e um atendimento digno por falta de itens básicos de consumo diário na rotina do hospital.

O principal motivo que vem causando todo constrangimento e derrocada na gestão do prefeito Heliezer Soares é a sua falta de pulso firme aliada a falta de liderança, não sabendo lhe dá com os problemas do município errando em suas tomadas de decisão e principalmente a falta de sabedoria para a escolha do seu secretariado, onde a maioria foram escolhas políticas onde eles não têm capacidade técnica e nem a vontade de manusear suas respectivas pastas.

O povo sofreu nos 4 anos do ex-prefeito Geraldo e pelo vista vai continuar sofrendo nas mãos do liso sem pulso firme.

Leia mais notícias em joerdsonrodrigues.com.br siga nossa página no Twitter, Facebook e no Instagram @joerdsonrodrigues. Envie fotos, denúncias e informações ao blog por meio do WhatsApp (98) 93300-0985.

Deixe seu comentário