Prefeito Eduardo Braide é acusado de fechar escola no Alto da Esperança por retaliação política a família local

O blog teve acesso a informações sobre um situação delicada e um tanto grave envolvendo o prefeito da capital, Eduardo Braide (PSD) e um gestora escolar do Alto da Esperança que foi exonerada pelo prefeito.

Com aproximação do pleito de outubro, o prefeito vem adotando várias estratégias para tentar aumentar sua base políticas com objetivo de buscar sua reeleição, entretanto, algumas das estratégias adotadas pelo prefeito são um tanto questionáveis, baixas e em alguns casos podendo ser enquadradas como criminosas. Braide é acusado de perseguir a gestora escolar Marinalva Martins que trabalha a mais de 20 anos como gestora na região Itaqui Babanca.

A gestora foi exonerada das suas funções pelo prefeito como forma de pressionar sua família a declarar apoio ao seu projeto de reeleição, porém, essas ações adotadas por Braide é vista como gravíssima e ditatorial, pois ele não conseguiu o apoio dos filhos da gestora que detém grande influência na grande ilha em especial na área Itaqui Bacanga, sendo um dele gerente executivo do INSS no Maranhão e o outro pré-candidato a vereador por São Luís.

Braide tentou de todas as formas que a gestora intervisse com seus filhos para que eles declarassem apoio ao seu projeto de reeleição, entretanto ela negou-se a envolver-se na política e de interferir nas decisões políticas dos filhos e essa decisão culminou na sua exoneração.

A represália de Braide foi vista como perseguidora e inapropriada acabando por gerar grande repercussão e consequências imediatas, pois os funcionários da Unidade de Ensino do Odylo Costa Filho, localizada no Alto da Esperança ao tomar conhecimento dos fatos entraram em greve desde o dia 6 de junho.

Atualmente, a região Itaqui Bacanga tem 300 mil eleitores e a influência dos filhos da professora Marinava na região fazem toda diferença em qualquer projeto político de São Luís. Por fim, já está fazendo um mês que a escola não funciona, não há funcionários e a greve toma de conta do Alto da Esperança.

As decisões do prefeito Braide contra uma gestora causou um grande impacto social e educacional na comunidade do Alto da Esperança e é vista como um dos maiores atos de perseguição políticas da comunidade do Alto da Esperança. Essa decisão vem afetando centenas de alunos, as parece que não alterou em nada a consciência do prefeito Braide que ainda não se sensibilizou com a situação até a presente data.

Leia mais notícias em joerdsonrodrigues.com.br siga nossa página no Twitter, Facebook e no Instagram @joerdsonrodrigues. Envie fotos, denúncias e informações ao blog por meio do WhatsApp (98) 93300-0985.

Deixe seu comentário