‘Sustentabilidade na Prática’ – Especialista defende políticas públicas para uso de energias renováveis

|

A implementação de políticas públicas para a utilização de energias renováveis foi o tema abordado, na manhã desta segunda-feira (8), no programa “Sustentabilidade na Prática”, da Rádio Assembleia (96,9 FM). O engenheiro Fernando César Moraes fez uma explanação didática sobre o tema, incluindo energia da biomassa, das ondas, solar, eólica, hidrelétrica, geotérmica e energia do hidrogênio verde.

No programa, apresentado pela radialista Marina Souza, o engenheiro eletricista, eletrônico e de telecomunicações, e especialista em didática de ensino superior, Fernando César Moraes, explicou que energias renováveis são aquelas que se regeneram espontaneamente ou através da intervenção humana – sol, ventos, água ou biomassa.

“De modo geral, elas podem ser transformadas em eletricidade ou combustíveis sem gerar poluição ou impactos ambientais negativos. Por essas características, este tipo de energia é fundamental para reduzir as emissões de gases de efeito estufa e mitigar os efeitos das mudanças climáticas”, afirmou Fernando César que, além de engenheiro, é projetista de rádio, dados e TV.

Com a experiência de ex-diretor da Embratel, ex-professor do Senai e da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), Fernando César trabalhou na Rádio Nacional de Brasília e, atualmente, é o diretor responsável pela equipe técnica da Rádio e TV Assembleia.

Logo no início da entrevista, Fernando César fez questão de prestar homenagem à memória do escritor Nascimento Morais Filho que, no início da década de 1980, fundou em São Luís o Comitê de Defesa da Ilha, com a preocupação de projetos ambientais mal concebidos pudessem afetar o equilíbrio ambiental da capital maranhense.

Renovável

Fernando César observou que o Brasil tem usado a energia renovável da biomassa com a produção do álcool e do açúcar desde a crise do petróleo, na década de 70, mas ressaltou que “hoje 7% da matriz elétrica brasileira já está sendo produzida por energia eólica”.

Para Fernando César, há um preocupante cenário de mudanças climáticas em todas as regiões do planeta. Ele acha fundamental expor o atual estado de uso de fontes renováveis de energia e apontar perspectivas para o desenvolvimento e incremento dessas fontes.

“Essas energias são, certamente, algo a ser aproveitado. São produtos de recursos naturais que se renovam, como o sol e os ventos, por exemplo. São recursos que se pode fazer sob a forma de energia alternativa, em contraposição, por exemplo, ao petróleo, que não se renova”, assinalou.

Fernando César foi enfático ao afirmar que o fomento às fontes renováveis de energia é uma das principais estratégias para o combate às mudanças climáticas, ao mesmo tempo em que contribui para o desenvolvimento econômico e social do país em bases ambientalmente sustentáveis.

Compromisso

Ele explicou ainda que o Brasil estabeleceu compromisso voluntário de redução das emissões de gases de efeito estufa e o setor de energia deverá participar desse esforço nacional, por meio do fomento às fontes renováveis de energia e do incremento da eficiência energética.

A busca por energias alternativas se tornou estratégica e de fundamental importância para os países, na opinião do engenheiro Fernando César Moraes. “Há uma crescente demanda por energia e, para garantir suprimento a toda a população mundial, é preciso aumentar consideravelmente o volume disponível”, destacou.

Ao defender a implementação de políticas públicas para a utilização de energias renováveis, Fernando César elogiou o trabalho que vem sendo feito pelo ex-governador José Reinaldo Tavares, atual secretário de Desenvolvimento Econômico e Programas Estratégicos do Governo do Estado.

“Esses dois homens, Zé Reinaldo e Fraga Araújo, estão desenvolvendo um projeto de energias renováveis muito importante para o Maranhão”, frisou Fernando César.

O especialista ressaltou, ainda, que a Assembleia Legislativa do Estado já utiliza energia solar em suas instalações. A Alema possui um Sistema Fotovoltaico Conectado à Rede (SFRC), que capta energia solar e gera energia elétrica para toda a Casa.

 

Leia mais notícias em joerdsonrodrigues.com.br siga nossa página no Twitter, Facebook e no Instagram @joerdsonrodrigues. Envie fotos, denúncias e informações ao blog por meio do WhatsApp (98) 93300-0985.

Deixe seu comentário