Delegado fala sobre o livro “Justa Causa para as Atividades Criminais” no ‘Diário da Manhã’

|

Em entrevista ao programa ‘Diário da Manhã’, da Rádio Assembleia (96,9 FM), desta quinta-feira (15), o delegado Cleopas Isaías Santos, doutor em Direito Constitucional, mestre em Ciências Criminais e professor da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), falou sobre o objetivo do livro “Justa Causa para as Atividades Criminais” e as ações da Delegacia de Defraudações, da qual é o titular em São Luís.

“A justa causa é a exigência legal para o recebimento da denúncia, instauração e processamento da ação penal. O livro é resultado da minha tese de doutorado, mostrando quando é que existe a causa necessária e suficiente para iniciar o procedimento para investigação, agora mais que necessária essa definição precisa, já que os criminosos estão atuando mais no mundo cibernético e mais sofisticados”, explicou, em linhas gerais.

Na conversa com o jornalista e apresentador Ronald Segundo, o delegado deu mais detalhes sobre a atuação da delegacia, que investiga estelionatos e outros crimes, como os patrimoniais com valores acima de 25 salários mínimos.

“Os crimes patrimoniais sempre estiveram à frente em todo Brasil. Assim, furtos e roubos ganharam uma delegacia especializada e existe uma só para roubo e furto de veículos. Já a Defraudações ficou com parcelas desses crimes, por conta dos avanços de tecnologia, que deu anonimato a quem pratica crimes sem violência, atuando de forma virtual. O estelionato mais comum envolve financiamento de veículos. A pessoa, por exemplo, paga algumas prestações e, depois, revende. O mesmo se aplica em relação às habitações”, afirmou.

De acordo com o delegado, esse tipo de crime aumentou tanto que a Delegacia do Consumidor e a Delegacia de Defraudações, que atuam em conjunto, passam a atender em novo endereço em São Luís, após virarem especializada. Agora, funcionam na Rua Viveiros de Castro, Alemanha – atrás do CIEP.

 

Leia mais notícias em joerdsonrodrigues.com.br siga nossa página no Twitter, Facebook e no Instagram @joerdsonrodrigues. Envie fotos, denúncias e informações ao blog por meio do WhatsApp (98) 93300-0985.

Deixe seu comentário