‘Contraplano’ debate mudanças climáticas, efeitos e adaptação a esse cenário

|

 Agência Assembleia/ Foto: Wesley Ramos

Clique aqui e assista ao programa na íntegra 

O programa ‘Contraplano’ que foi ao ar nesta terça-feira (14), na TV Assembleia, debate sobre as mudanças climáticas provocadas pelos seres humanos, os desastres decorrentes delas e a adaptação da população a esse cenário. Os convidados foram o pesquisador e analista em Meteorologia da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Felipe Freitas, e a professora doutora em Direito Ambiental e diretora da Virtú Ambiental, Isabella Pearce. 

“As mudanças climáticas, no que diz respeito à parte técnica, têm a ver com aquilo que a gente observa no aumento da temperatura, nas chuvas acima da média. Nós temos médias climatológicas que são atualizadas a cada 30 anos e a gente observa, trazendo para o nosso cenário do Maranhão, esses valores aumentando a cada dia para vários municípios”, declarou Felipe Freitas.

O analista destacou que a Sema faz o monitoramento de municípios nas cinco mesorregiões do estado. “Temos a sala de situação da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, onde é feito o monitoramento hidrometeorológico do Maranhão 24 horas por dia. Temos especialistas das mais diversas áreas meteorologia, hidrologia”, detalhou, informando que as alterações no clima impactam diversos setores.

Felipe Freitas destacou, também, a importância da conscientização da população e do trabalho comunitário nessa área. “A Sema pratica a educação ambiental não formal e, quando a gente chega nas comunidades, municípios, onde encontra pessoas engajadas com a mesma temática, com a mesma visão, é muito importante”, destacou. 

Marco 

Isabella Pearce lembrou um divisor de água nas discussões sobre o tema. “A gente poderia colocar como marco sobre as discussões acerca da mudança climática o ano de 1992, durante a Eco92, que aconteceu no Rio de Janeiro, aqui no Brasil”, destacou, lembrando que os países assinaram documentos que balizam decisões subsequentes, como no caso do Protocolo de Kioto, assinado em 1997, e o acordo de Paris, datado de 2015.

Dessa forma, a doutora em Direito Ambiental alertou para o fato de que as mudanças climáticas estão acontecendo, e não é de hoje. “Temos milhares e milhares de pesquisas científicas que demonstram que a mudança climática está acontecendo, o planeta já está 1 grau celsius mais quente do que os níveis pré-industriais. Existem pesquisas científicas que fizeram coletas do gelo na Antártida para demonstrar isso”, ressaltou. 

A professora destacou que ações para conter esse avanço precisam ser pensadas. “A solução para a mudança climática é algo que vai envolver mudança em diversos setores, vai necessitar de descarbonização, de novas tecnologias, que eu acho que é um ponto que a gente vai chegar mais à frente. Esse é o grande desafio”, observou.

A diretora da Virtú Ambiental também comentou o fato de pessoas desacreditarem que essas alterações são resultado da mão humana. “Embora no planeta já tenha existido eventos climáticos, mudanças climáticas no passado – a gente já passou, por exemplo,  por cinco grandes mudanças que provocaram cinco grandes ondas de extinção no passado – 97% das pesquisas  apontam que a atual mudança climática é oriunda, em maior ou menor grau, das ações humanas”, assinalou. 

O programa ‘Contraplano’ tem apresentação do jornalista João Carvalho e vai ao ar todas as terças-feiras, às 15h, pela TV Assembleia (canal aberto digital.9.2; Max TV, canal 17; e Sky, canal 309). 

Leia mais notícias em joerdsonrodrigues.com.br siga nossa página no Twitter, Facebook e no Instagram @joerdsonrodrigues. Envie fotos, denúncias e informações ao blog por meio do WhatsApp (98) 93300-0985.

Deixe seu comentário