‘Em Discussão’ aborda programas realizados pela Conab no Maranhão

|

 Agência Assembleia/ Foto: Biaman Prado

Thank you for reading this post, don't forget to subscribe!

Assista à íntegra da entrevista

O programa ‘Em Discussão’, da Rádio Assembleia (96.9 FM), recebeu nesta sexta-feira (7) o superintendente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Francisco José Cysne Aderaldo, que fez uma ampla explanação sobre programas realizados no Maranhão através do Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar.

Durante a entrevista, realizada pelos radialistas Álvaro Luiz e Henrique Pereira, o superintendente regional da Conab forneceu informações pormenorizadas sobre a execução no Estado do Programa de Aquisição de Alimentos e do apoio do governo federal às comunidades de agricultura familiar.

“A Companhia Nacional de Abastecimento, a Conab, órgão vinculado ao Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, o MDA, hoje no governo Lula exerce um papel fundamental no processo de abastecimento do nosso estado”, salientou Francisco Cysne.

Ele acrescentou que a Conab atua fortemente com o propósito de melhorar as condições de vida dos trabalhadores de áreas extrativistas, em parceria com órgãos do Governo do Maranhão.

Francisco Cysne enfatizou que a Conab exerce um contínuo trabalho para o fortalecimento das políticas públicas voltadas à agricultura familiar.

“Fortalecer a agricultura familiar contribui para a redução do êxodo rural e para a geração de capital no setor agropecuário, ao promover o desenvolvimento rural com a geração de renda e emprego. Esse fortalecimento também promove a inserção de alimentos de qualidade no mercado interno, solidificando as estratégias de segurança alimentar do país”, ressaltou.

O superintendente regional da Conab explicou que, dentre as estratégias de segurança alimentar, está a execução, pela Conab, do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

Entre as principais finalidades do PAA estão o incentivo à agricultura familiar e a promoção da inclusão econômica e social, com fomento à produção sustentável, ao processamento de alimentos, à industrialização e à geração de renda; incentivo ao consumo e a valorização dos alimentos produzidos pela agricultura familiar, contribuição ao acesso à alimentação, em quantidade, qualidade e regularidade necessárias, para as pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional, sob a perspectiva do direito humano à alimentação adequada e saudável.

Parceria

Francisco Cysne acrescentou que, por meio de parceria firmada com o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS) e com o Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA), a Conab executa o programa Compra com Doação Simultânea (CDS), que abrange a aquisição de alimentos diversos e doação simultânea às unidades recebedoras e, nas hipóteses definidas pelo Grupo Gestor do PAA, diretamente aos beneficiários consumidores, com o objetivo de atender a demandas locais de suplementação alimentar de pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional.

O superintendente regional da Conab disse que o governo federal realiza também o programa Compra Direta da Agricultura Familiar, que permite a aquisição de produtos definidos pelo Grupo Gestor do PAA, com o objetivo de sustentar preços. Outro programa é o Apoio à Formação de Estoques pela Agricultura Familiar (CPR-Estoque), que proporciona apoio financeiro para a constituição de estoques de alimentos por organizações fornecedoras, para posterior comercialização e devolução de recursos ao poder público.

Ao final da entrevista, Francisco Cysne reafirmou a ampla atuação da Conab em todo o país e disse que, a fim de mitigar o impacto social e econômico decorrente do desastre climático no Rio Grande do Sul e assegurar o abastecimento no país, o governo federal acaba de comprar 263,37 mil toneladas de arroz importado.

Francisco Cysne frisou que, para a aquisição, realizada pela Companhia Nacional de Abastecimento por meio de leilão público de compra, serão destinados pouco mais de R$ 1,3 bilhão. O volume adquirido corresponde a 87,79% do total de 300 mil toneladas ofertadas inicialmente.

Leia mais notícias em joerdsonrodrigues.com.br siga nossa página no Twitter, Facebook e no Instagram @joerdsonrodrigues. Envie fotos, denúncias e informações ao blog por meio do WhatsApp (98) 93300-0985.

Deixe seu comentário