No ‘Diário da Manhã’, Paulo Casé ressalta redução do índice de pobreza extrema no Maranhão

 Agência Assembleia/ Foto: Wesley Ramos

Assista à íntegra da entrevista 

O programa ‘Diário da Manhã’ da Rádio Assembleia (96,9 FM) desta terça-feira (2), recebeu o titular da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes), Paulo Casé Fernandes, que falou sobre as estratégias desenvolvidas e colocadas em prática pelo governo do Maranhão que contribuíram diretamente para a redução do índice de pobreza extrema do estado. 

O estudo desenvolvido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) mostrou que, entre 2021 e 2023, o Maranhão registrou uma queda de mais de 10,5 pontos percentuais na taxa de pobreza extrema, reduzindo-a de 22,8% para 12,2%. O levantamento teve como base os resultados da Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em números absolutos, o Maranhão foi o terceiro estado do Nordeste que mais reduziu a pobreza extrema, ficando atrás da Bahia (1º) e Pernambuco (2º). Em dados percentuais, o estado também ocupa a terceira colocação, com Pernambuco mais uma vez aparecendo em segundo lugar no ranking e Alagoas, em primeiro.

Ainda de acordo com a pesquisa da FGV, cerca de 919,9 mil maranhenses saíram da condição de pobreza, contribuindo para a redução da taxa de 66,2% para 52,7% nesse mesmo período analisado. 

“Podemos atribuir esses índices a várias políticas intersetoriais. Várias ações de várias secretarias têm contribuído para isso. Temos um governador que tem investido fortemente na área social, ampliado o número de restaurantes populares. É um grande equipamento social que tem atendido uma necessidade imediata de combate à fome e à insegurança alimentar no estado”, disse o secretário Paulo Casé. 

Na entrevista ao jornalista Ronald Segundo, outra ação citada pelo gestor que contribuiu para a redução do índice de extrema pobreza no Maranhão foi a ampliação dos programas socioprodutivos. “Só no âmbito da Sedes, nós triplicamos o número de famílias beneficiadas. Estamos chegando a 10 mil famílias e o nosso governador já nos deu a meta de distribuir mais 10 mil equipamentos”, pontuou o secretário. 

A meta, segundo o titular da Sedes, é avançar ainda mais no trabalho de redução da pobreza extrema no Maranhão. “Nossa meta é reduzir de 12% a 15% e temos certeza que vamos chegar lá. São várias ações que estamos planejando para garantir que essas pessoas que saíram dessa situação não retornem mais ao grau de pobreza e também para retirar mais famílias dessa condição de vulnerabilidade”, frisou.

Frente Parlamentar de Combate à Fome 

O secretário aproveitou o espaço para elogiar o trabalho desenvolvido pela Frente Parlamentar de Combate à Pobreza da Assembleia. O colegiado é composto pelos deputados Arnaldo Melo (PP), Ana do Gás (PCdoB), Eric Costa (PSD), Florêncio Neto (PSB), Ricardo Arruda (MDB) e Solange Almeida (PL). Seu principal objetivo é reduzir os índices de desigualdade econômica e social no Maranhão. 

“Quero agradecer a todos os deputados que têm dado suporte ao nosso governo para que nós possamos caminhar unidos. Tenho certeza que com o diálogo nós podemos vencer todos os desafios”, assinalou Paulo Casé. 

Leia mais notícias em joerdsonrodrigues.com.br siga nossa página no Twitter, Facebook e no Instagram @joerdsonrodrigues. Envie fotos, denúncias e informações ao blog por meio do WhatsApp (98) 93300-0985.

Deixe seu comentário