GAECO intima todos os conselheiros da saúde de Paço do Lumiar para depor sobre o instituto que recebeu R$ 18,5 milhões

A investigação do Grupo de Atuação Especializada em Combate à Corrupção (GAECO) em Paço do Lumiar, está se intensificando e se expandindo para vários contratos da gestão da prefeita afastada Paula da Pindoba (PCdoB). Recentemente, o blog Joerdson Rodrigues obteve informações que o GAECO está adotando medidas que podem ser fundamentais para desvendar um dos maiores escândalos da gestão da prefeita.

De acordo com o blog Joerdson Rodrigues, o GAECO chamou um homem para depor, que é considerado uma peça chave para o caso, ele seria o responsável por coordenar uma folha de pagamento de funcionários fantasmas. Além disso, o órgão também intimou todos os conselheiros da saúde para depor sobre o Instituto de Gestão de Políticas Públicas (IGGP).

O IGGP é um instituto que detém um contrato para formação de vínculo de cooperação, visando o fomento e realização de atividades de interesse público no desenvolvimento de projetos vinculados à área da saúde. Segundo informações obtidas pelo blog, o IGGP já recebeu cerca de R$ 18,5 milhões entre os anos de 2023 e 2024.

Os valores divididos em dois anos: em 2023, o IGGP recebeu R$ 13.508.015,57 (treze milhões quinhentos e oito mil e quinze reais e cinquenta e sete centavos), enquanto em 2024, o valor foi de R$ 5.025.243,18 (cinco milhões vinte e cinco mil duzentos e quarenta e três reais e dezoito centavos). Isso significa que o instituto já recebeu um total de R$ 18.533.258,75 (dezoito milhões quinhentos e trinta e três mil duzentos e cinquenta e oito reais e setenta e cinco centavos) para realizar atividades de interesse público na área da saúde.

Essas novas revelações podem ser fundamentais para a investigação do GAECO e podem ajudar a desvendar o que realmente aconteceu com os recursos públicos em Paço do Lumiar.

Leia mais notícias em joerdsonrodrigues.com.br siga nossa página no Twitter, Facebook e no Instagram @joerdsonrodrigues. Envie fotos, denúncias e informações ao blog por meio do WhatsApp (98) 93300-0985.

Deixe seu comentário